Autor de atentado em supermercado de São Petersburgo é detido

Moscou, 30 dez 2017 (AFP) - O autor do atentado de quarta-feira em um supermercado de São Petersburgo, que deixou 18 feridos, foi detido, informou neste sábado o Serviço de Segurança russo (FSB), segundo agências de imprensa do país.

"O organizador e executante direto do detonador de um dispositivo explosivo artesanal em 27 de dezembro em um supermercado de São Petersburgo foi detido durante uma operação especial do FSB em 30 de dezembro [sábado]", informou um comunicado citado pela agência Interfax.

"O suspeito está sendo interrogado", acrescentou uma porta-voz do Comitê de Investigação russo, Svetlana Petrenko, citada em outro comunicado.

Uma fonte próxima ao caso interrogada pela agência Interfax informou que o suspeito é "um morador de São Petersburgo de 35 anos chamado Dmitri Lukianenko" e que é membro "do movimento nacionalista 'New Age'".

Na quarta-feira à noite, 18 pessoas ficaram feridas na explosão de uma bomba de fabricação caseira em um supermercado de São Petersburgo, segunda maior cidade da Rússia. Oito dos feridos continuavam hospitalizados neste sábado.

Este atentado foi reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), segundo um comunicado difundido por sua agência de propaganda Amaq.

A Rússia foi ameaçada várias vezes pelo EI e pelo braço sírio da Al-Qaeda após sua intervenção militar na Síria, em 30 de setembro de 2015.

São Petersburgo sofreu um atentado no metrô que deixou 16 mortos e dezenas de feridos no dia 3 de abril, e que foi reivindicado por um grupo pouco conhecido vinculado à rede Al-Qaeda.

Em meados de dezembro, os serviços de segurança russos anunciaram ter desmantelado, com ajuda das informações transmitidas pela CIA, uma célula do EI que preparava atentados para o dia 16 em São Petersburgo.

Após o anúncio do presidente Vladimir Putin em meados de dezembro de uma retirada parcial das tropas russas na Síria, os serviços de segurança disseram temer uma chegada de extremistas vindos da Síria e do Iraque, agora que o EI perdeu quase a totalidade do território que havia conquistado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos