Governo iraniano promete agir contra violência e desordem em protestos

Teerã, 31 dez 2017 (AFP) - O ministro iraniano do Interior, Abdolreza Rahmani Fazli, alertou neste domingo (31) contra quem "usar a violência e criar desordem", após mais uma noite de confrontos no país.

"Quem destruir bens públicos, criar desordem e agir na ilegalidade deve responder por seus atos e pagar o preço. Agiremos contra a violência e contra os que provocam o medo e o terror", declarou o ministro à emissora de televisão estatal.

Segundo a agência Ilna, ligada aos reformistas, "80 pessoas foram detidas em Arak (centro), e três, ou quatro, pessoas ficaram feridas" nos confrontos na cidade, no sábado à noite.

"Vários indivíduos tentaram atacar os edifícios públicos, mas não conseguiram (...) A situação da cidade está sob controle", disse uma autoridade local, citada pela Ilna, que pediu para não ser identificada.

Segundo vídeos postados nas redes sociais, houve manifestações em muitas cidades do país.

sgh/plh/gm-pc/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos