Rússia condena sanções dos EUA e promete resposta

Moscou, 26 Jan 2018 (AFP) - O Ministério russo das Relações Exteriores denunciou nesta sexta-feira uma campanha "absurda", depois que o Departamento do Tesouro americano anunciou novas sanções contra a Rússia, e disse que se reserva ao direito de uma "resposta".

"É uma campanha de sanções absurda que não levou e nem levará a qualquer resultado", declarou o ministério em um comunicado.

"Se as autoridades americanas preferem romper os vínculos econômicos [...] com a Rússia, estão direito, por isso nos reservamos o direito de resposta", ressaltou.

O departamento do Tesouro anunciou sanções contra funcionários russos e "ministros" separatistas, no contexto do conflito na Ucrânia e a anexação da Crimeia por parte de Moscou.

Algumas dessas sanções financeiras, contra 21 pessoas e nove entidades, têm relação com quatro turbinas fabricadas pela alemã Siemens e desviadas à Crimeia para prover energia aos territórios anexados pela Rússia, segundo Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos