Suprema Corte suspende execução no Alabama

Washington, 26 Jan 2018 (AFP) - A Suprema Corte dos Estados Unidos suspendeu no último momento a execução de um homem com um quadro de demência bastante avançado programada para quinta-feira no Alabama.

Ao menos cinco dos nove juízes do principal tribunal do país respaldaram a medida a favor de Vernon Madison, de 67 anos, enquanto três magistrados conservadores se manifestaram contra a iniciativa.

A União Europeia fez na quarta-feira um "apelo humanitário urgente" para Madison, que nos últimos anos sofreu vários acidentes vasculares cerebrais que provocaram graves lesões, a ponto do condenado não recordar o crime pelo qual foi condenado, informaram os advogados.

Confuso, incapaz de falar corretamente ou caminhar sozinho, Madison perdeu boa parte da visão e sofre de incontinência, explicaram seus representantes legais.

Ele está há mais de três décadas no corredor da morte por ter sido condenado pelo assassinato de um policial na cidade de Mobile (Alabama).

Um juiz determinou a pena de morte depois de rejeitar a recomendação de um júri popular para uma condenação à prisão perpétua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos