PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump destila ira contra ex-diretor do FBI

20/04/2018 20h55

Washington, 20 Abr 2018 (AFP) -









Donald Trump voltou a destilar sua ira nesta sexta-feira (20) após a divulgação de notas confidenciais do ex-diretor do FBI James Comey, nas quais mostra o presidente americano obcecado pela investigação sobre a influência russa nas eleições de 2016.

No último tuíte desta sexta-feira, Trump chamou Comey de "suspeito", após ter lhe classificado de "mentiroso", "esquivo" e "praga".

O inquilino da Casa Branca não perdoa o ex-diretor da polícia federal, demitido em 9 de maio de 2017, por ter lhe classificado como "moralmente incompetente" para presidir os Estados Unidos em um livro publicado na terça-feira intitulado "A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership" (Uma lealdade maior: Verdades, Mentiras e Liderança).

Mas a cólera presidencial foi reforçada por uma série de notas confidenciais de Comey que foram reveladas na noite desta quinta-feira.

Segundo esses documentos, o magnata se queixou em diversas ocasiões ao chefe do FBI a sombra que a investigação da Rússia projetava sobre sua presidência.

- 'Nuvem negra' sobre a presidência -Trump "disse que estava tentando dirigir o país e que a nuvem negra deste assunto sobre a Rússia estava tornando isso difícil", escreveu Comey, em um memorando sobre uma conversa dos dois em 30 de março de 2017, semanas antes de ser demitido pelo presidente.

Segundo Comey, 11 dias depois, Trump fez mais pressão sobre o assunto. O presidente disse ao então diretor do FBI que "ele estava tentando fazer seu trabalho pelo país, visitar líderes estrangeiros, e que qualquer nuvem, mesmo pequena, atrapalha isso".

Quando era diretor do FBI, James Comey adotou o hábito de transcrever imediatamente as conversas com o presidente.

Se a veracidade das notas de Comey for comprovada, elas poderiam influenciar as investigações sobre a ingerência de Moscou nas eleições americanas.

As notas de Comey "mostram claramente que não houve NENHUMA COLUSÃO e NENHUMA OBSTRUÇÃO", tuitou Trump na noite que quinta-feira, manifestando sua irritação em letras maiúsculas.

"Além disso, vazou informação confidencial. A caça às bruxas continuará?", questionou o presidente.

Internacional