Topo

Trump e Abe reforçam ser 'imperativo' desmantelar armamento norte-coreano

2018-05-28T17:44:00

28/05/2018 17h44

Washington, 28 Mai 2018 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, concordaram nesta segunda-feira (28) em que é "imperativo" desmantelar completamente os programas de armas nucleares e de mísseis balísticos da Coreia do Norte, disse a Casa Branca.

Durante uma conversa por telefone, os dois dirigentes "discutiram os recentes acontecimentos na Coreia do Norte e confirmaram que se reunirão novamente para continuar coordenando a esperada cúpula entre Estados Unidos e Coreia do Norte", assinala um comunicado.

"O presidente e o primeiro-ministro reafirmaram o compartilhado imperativo de conseguir o desmantelamento completo e permanente dos programas de armas nucleares, químicas e biológicas, e o programa de mísseis balísticos".

Funcionários dos Estados Unidos e da Coreia do Norte se reuniram no domingo na zona desmilitarizada da península coreana para preparar uma cúpula entre seus respectivos líderes, no âmbito de um renomado otimismo sobre a realização da reunião Trump-Kim.

A cúpula havia sido colocada em dúvida pela retórica cada vez mais beligerante dos principais funcionários da administração americana e de Pyongyang.

Na quinta-feira, Trump havia anunciado o cancelamento da cúpula de 12 de junho em Singapura com o líder norte-coreano, embora na sexta-feira tenha voltado atrás e se mostrado otimista sobre a realização do encontro.

Ainda existem importantes diferenças entre o que as duas partes esperam alcançar.

Washington exige uma "desnuclearização completa, verificável e irreversível" por parte da Coreia do Norte. Pyongyang declarou que nunca renunciará ao seu arsenal nuclear até que se sinta seguro diante do que considera uma ameaça de agressão americana.