PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Guatemala pede a EUA plano de proteção a migrantes por tragédia de vulcão

Carlos Jasso/Reuters
Imagem: Carlos Jasso/Reuters

Cidade da Guatemala

25/06/2018 21h27

Autoridades guatemaltecas solicitaram nesta segunda-feira (25) ao governo dos Estados Unidos a concessão do Status de Proteção Temporária (TPS, na sigla em inglês) para migrantes guatemaltecos, após a tragédia gerada pela erupção do Vulcão de Fogo, que deixou 112 mortos.

"Instruí a ministra das Relações Exteriores solicitar de imediato ante o governo dos Estados Unidos da América, o Status de Proteção Temporária (TPS)", afirmou o presidente guatemalteco Jimmy Morales no Twitter.

A chanceler da Guatemala, Sandra Jovel, informou minutos depois na mesma rede social que remeteu uma nota ao governo do presidente Donald Trump fazendo o pedido "em favor de nossos irmãos migrantes".

Veja também: 


O departamento de Comunicação da chancelaria explicou que o pedido da Guatemala "responde à catástrofe provocada pelo Vulcão de Fogo", sem informar a quantidade de migrantes que poderiam ser beneficiados.

O vulcão deixou 112 mortos, 197 desaparecidos e mais de 3.500 evacuados dessa comunidade devastada e de outras aldeias vizinhas que estão em risco pela constante atividade vulcânica.

A Guatemala faz o pedido do TPS depois de Washington ter anunciado recentemente o cancelamento desse benefício migratório para El Salvador e Honduras a partir de 2019 e 2020, respectivamente.

O TPS, que dá benefícios temporários de residência e trabalho aos imigrantes, foi concedido aos salvadorenhos depois de dois terremotos que devastaram grande parte do país em janeiro e fevereiro de 2001.

Internacional