PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Fundação leiloa uma noite na cela de Mandela

04/07/2018 17h35

Joanesburgo, 4 Jul 2018 (AFP) - Para financiar um programa de ajuda aos presos, nada parece mais lógico do que leiloar uma noite em uma das mais famosas celas do mundo: a que foi ocupada pelo ícone sul-africano da luta contra o regime do apartheid, Nelson Mandela.

Esta é a aposta lançada pelo movimento CEO SleepOut, que ficou conhecido por leiloar ao melhor pagador, em geral empresários e bilionários do planeta, noites em lugares pouco comuns com o objetivo de financiar obras em prol dos mais necessitados.

"Nunca aconteceu um leilão deste tipo na África do Sul", anunciou a fundação em seu site.

"O melhor pagador terá a honra de passar uma noite na histórica cela com o número sete, onde Mandela passou 18 anos", continua com orgulho o CEO SleepOut.

Localizado em Robben Island, em frente à Cidade do Cabo, este cubículo de cimento, de 2,4m por 2,1m, onde "apodreceria" o primeiro presidente negro da história da África do Sul (1994 -1999), faz parte de uma das prisões mais famosas do mundo.

Patrimônio Mundial da Unesco, a prisão-museu é visitada anualmente por mais de 300 mil pessoas.

Em 2016, após fazer milionários dormirem debaixo de uma ponte em Joanesburgo, em uma iniciativa para ajudar os sem-teto, a fundação escolheu este ano criar um evento pelos 100º aniversário de Nelson Mandela, em 18 de julho.

O preço inicial para esta noite é de 250 mil dólares, segundo o CEO SleepOut, e já alcançou os 300 mil.

Em 16 de julho será revelado o hóspede felizardo.

Internacional