PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump cancela a viagem de secretário de Estado à Coreia do Norte

24/08/2018 18h18

Washington, 24 Ago 2018 (AFP) - O presidente Donald Trump anunciou nesta sexta-feira o cancelamento da viagem de seu secretário de Estado à Coreia do Norte, programada para a próxima semana.

"Pedi ao secretário de Estado Mike Pompeo para não ir à Coreia do Norte dessa vez porque sinto que não estamos fazendo progresso suficiente em relação à desnuclearização da Península Coreana", afirmou Trump no Twitter.

Trump acrescentou que, devido às tensões comerciais com os Estados Unidos, não acredita que os chineses "estejam ajudando no processo de desnuclearização como fizeram antes".

Em outro tuíte, o presidente disse que Pompeo ainda visitaria a Coreia do Norte "no futuro próximo", destacando que isto provavelmente ocorrerá quando a relação comercial entre Estados Unidos e China se resolver.

"Enquanto isso, gostaria de enviar minhas saudações mais calorosas ao presidente Kim. Espero vê-lo em breve", disse Trump.

Na quinta-feira, Pompeo disse que voltaria à Coreia do Norte na próxima semana para a etapa seguinte do processo de garantir a "desnuclearização final e totalmente verificada da Coreia do Norte".

A viagem seria a quarta de Pompeo à Coreia do Norte e a segunda desde a cúpula histórica, em 12 de junho, entre Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Trump, que se aproveita da imprevisibilidade nas negociações, cancelou em um dado momento esta cúpula, mencionando a "hostilidade aberta" da Coreia do Norte. Mas recuou em seguida e acabou celebrando-a.

O presidente americano afirma ter "solucionado em grande medida" o problema nuclear da Coreia do Norte.

Mas apesar desta afirmação, a Agência Internacional de Energia Atômica, vinculada à ONU, informou recentemente que não tinha nenhuma prova de que as atividades nucleares norte-coreanas tinham cessado.

"A continuação e posterior desenvolvimento do programa nuclear da RPDC (Coreia do Norte) e as declarações relacionadas da RPDC são motivo de grande preocupação", destacou em um relatório a agência.

Acredita-se que a Coreia do Norte está perto de desenvolver um dispositivo nuclear em miniatura e os mísseis balísticos necessários para lançá-lo sobre qualquer lugar dos Estados Unidos.

Internacional