PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Morreu o britânico Paddy Ashdown, ex-alto representante na Bósnia

22/12/2018 21h40

Londres, 22 dez 2018 (AFP) - O britânico Paddy Ashdown, militar de carreira que comandou o partido liberal-democrata antes de ocupar o cargo de alto representante na Bósnia de 2002 a 2006, morreu aos 77 anos, anunciou seu partido neste sábado (22).

Deu uma "enorme contribuição para que avançasse a causa do liberalismo" e "fará muita falta", afirmou, em um comunicado, o Partido Liberal-democrata, que comandou de 1988 a 1999.

Paddy Ashdown havia anunciado em novembro que tinha câncer.

Entre maio de 2002 e janeiro de 2006, Paddy Ashdown "dirigiu" a Bósnia-Herzegovina com mão-de-ferro, sem hesitar no uso dos poderes conferidos pelo acordo de Dayton, que em novembro de 1995 pôs fim a três anos da guerra interétnica.

Nascido em Nova Délhi, Jeremy Ashdown passou toda a juventude na Irlanda do Norte.

Após deixar a Bósnia, Lorde Ashdown, casado e pai de dois filhos, retirou-se para o sudoeste da Inglaterra, dedicando-se "ao seu papel de avô e à jardinagem".

Internacional