PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Motorista do Flávio Bolsonaro justifica movimentação financeira com venda de carros

26/12/2018 22h33

Brasília, 27 dez 2018 (AFP) - Fabrício José de Queiroz, ex-motorista do senador eleito Flávio Bolsonaro, explicou nesta quarta-feira que seu volume de movimentação financeira se deve à compra e venda de carros.

"Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro, compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro (...). Sempre fui assim, gosto muito de comprar carro de seguradora, na minha época lá atrás, comprava um carrinho, mandava arrumar, revendia, tenho uma segurança".

Em dezembro passado, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) detectou movimentos atípicos de 1,2 milhão de reais nas contas de Queiroz, motorista de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Estas operações foram realizadas entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, e envolvem valores incompatíveis com o salário de Queiroz, membro da Polícia Militar.

Queiroz foi convocado a depor na Procuradoria do Rio de Janeiro, mas não compareceu em quatro ocasiões alegando problemas de saúde.

Na entrevista desta quarta-feira ao SBT, Queiroz se negou a detalhar por que recebeu estes pagamentos atípicos. "Vou prestar este esclarecimento ao MP. Não estou fugindo", disse o ex-motorista do filho de Jair Bolsonaro.

Em uma das movimentações Queiroz depositou 24.000 reais na conta de Michelle Bolsonaro, esposa do presidente eleito, que justificou a transação como a devolução de parte de um empréstimo ao motorista do filho.

Flávio Bolsonaro nega qualquer irregularidade e acusa os meios de comunicação de fazer "uma força descomunal para desconstruir" sua reputação para "tratar de atingir Jair Bolsonaro".

Internacional