Topo

'Bonita e burra', diz assessor do governo norte-americano sobre congressista

Alexandria Ocasio-Cortez na Marcha das Mulheres - Angela Weiss / AFP
Alexandria Ocasio-Cortez na Marcha das Mulheres Imagem: Angela Weiss / AFP

Washington

10/02/2019 11h40

Um assessor do governo norte-americano enfrentou uma enxurrada de críticas depois de chamar, no Twitter, a congressista de origem porto-riquenha Alexandria Ocasio-Cortez de "bimbo", uma palavra pejorativa usada para se referir a uma "mulher bonita e burra".

Scott Dunn, de Richardson, no Texas, disse ainda que a representante, uma estrela das redes sociais em ascensão no Partido Democrata, não tinha "nada na cabeça" por criticar o discurso sobre o Estado da União do presidente Donald Trump.

As reações ao assessor surgiram na sequência. Dunn se desculpou e fechou rapidamente sua conta no Twitter.

"As palavras que usei foram ofensivas", escreveu. "Sou responsável por minhas próprias palavras e ações. Peço desculpas a quem quer que tenha considerado ofensivo o que eu disse", completou.

O prefeito de Richardson, Paul Voelker, pediu civismo.

"Os valores de Richardson se mantêm melhores quando nos comprometemos com um discurso cívico em um tom civil, respeitoso com os outros e voltado para produzir resultados proveitosos para a melhoria da nossa comunidade", disse Voelker em um comunicado.

Alexandria Ocasio-Cortez, de 29 anos, representa uma área da cidade de Nova York que inclui parte do Bronx e do Queens. A congressista manda tuítes várias vezes ao dia e já ofereceu a colegas veteranos do Partido Democrata dicas sobre como usar as redes sociais na política.

Ela posta com frequência no Instagram, onde compartilha com 1,8 milhão de seguidores "stories" sobre sua nova vida no Capitólio.

Internacional