Topo

'Se eu fosse machista, racista, como teria ganhado no Brasil?', diz Bolsonaro no Chile

2019-03-22T21:06:00

22/03/2019 21h06

"Mentira, fake news", alegou nesta sexta-feira o presidente Jair Bolsonaro sobre as acusações de ser xenófobo, machista e racista e que motivaram as críticas da esquerda e de organizações sociais no Chile durante sua visita ao país.

A viagem de Bolsonaro ao Chile mobilizou grupos sociais, que realizaram uma manifestação nesta sexta-feira a poucas quadras da sede do governo local. Os líderes do Congresso chileno e o partido de esquerda Frente Ampla pediram ao presidente Sebastián Piñera declarar o dirigente brasileiro 'persona non grata' por seu "discurso de ódio".

"Se eu fosse xenófobo, machista, misógino, racista, como teria ganhado no Brasil? Mentira, fake news (...) essas pessoas estão acreditando em fake news, temos que abrir a cabeça", disse o presidente a jornalistas.

Bolsonaro participou da reunião de cúpula de presidentes que lançou nesta sexta-feria em Santiago a Prosul, um novo bloco regional formado pelos governos conservadores da região.

Os presidentes do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Paraguai assinaram a declaração final de Santiago acompanhada por um representante da Guiana, sem a adesão de Uruguai e Bolívia.