Topo

Irã diz que EUA abateram um de seus próprios drones por engano

Navio americano USS Boxer  - Ahmed Jadallah/Reuters
Navio americano USS Boxer Imagem: Ahmed Jadallah/Reuters

Em Teerã

19/07/2019 10h04

Os Estados Unidos derrubaram um de seus próprios drones por engano no Estreito de Ormuz, afirmou hoje o vice-chanceler iraniano, Abbas Araghchi, negando que a República Islâmica tenha perdido um dispositivo de controle remoto no dia anterior.

"Não perdemos nenhum drone no Estreito de Omuz ou em qualquer outro lugar. Estou preocupado que o USS Boxer tenha derrubado um dos seus próprios drones por engano", declarou Araghchi no Twitter, referindo-se ao navio anfíbio que, segundo o presidente americano Donald Trump, teria destruído um drone iraniano na quinta-feira no Estreito de Ormuz.

Trump anunciou na quinta-feira que o aparelho iraniano foi derrubado e que, de acordo com ele, teria de aproximado perigosamente de um navio dos EUA e havia ignorado vários pedidos para que se afastasse.

Segundo Trump, o drone iraniano se aproximou um pouco menos de 1.000 metros do navio anfíbio USS Boxer e que tomou uma "ação defensiva".

"O drone foi destruído imediatamente", disse ele.

Na ONU, o chanceler iraniano, Mohamad Javad Zarif, disse não ter informações sobre a perda de qualquer drone.

O Exército iraniano informou nesta sexta que todos os drones enviados na véspera "retornaram" a sua base, negando as declarações do presidente dos Estados Unidos.

"Apesar das alegações tolas e infundadas de Trump, todos os drones (enviados) no Golfo Pérsico e no Estreito de Ormuz, incluindo aqueles em que o presidente dos EUA pensa ter derrubado, retornaram a sua base", disse o general de brigada e porta-voz das forças armadas Abdolfazl Shekarchi, citado pela agência Tasnim.

"Não há relato sobre um confronto com o USS Boxer", acrescentou o funcionário, referindo-se ao navio anfíbio americano que, segundo Trump, teria destruído um drone iraniano na quinta-feira no Estreito de Ormuz.

Mais Internacional