PUBLICIDADE
Topo

Elizabeth II menciona um ano agitado em sua mensagem de Natal

14.out.2019 - Rainha Elizabeth II lê discurso no Parlamento - Tolga Akmen/AFP
14.out.2019 - Rainha Elizabeth II lê discurso no Parlamento Imagem: Tolga Akmen/AFP

Da agência AFP, em Londres (Reino Unido)

23/12/2019 22h48

Depois de um ano agitado, com os escândalos que marcam sua família e o Brexit, a rainha Elizabeth II pedirá aos britânicos, em seu tradicional discurso de Natal, que superem as divisões.

Para a soberana de 93 anos, 2019 começou com um acidente de trânsito sofrido pelo seu marido, o príncipe Phillip, que precisou ser hospitalizado. Seu filho Andrew se envolveu em um escândalo sexual e seu neto Harry tornou público seu estado de ânimo diante da pressão da mídia.

"Pequenos passos dados na fé e na esperança podem superar as velhas diferenças e profundas divisões para trazer harmonia e compreensão", disse a rainha, segundo os trechos de seu discurso revelados na véspera de seu pronunciamento.

"É claro que a estrada nem sempre é fácil e, por vezes, este ano pareceu muito agitado, mas pequenos passos podem fazer uma grande diferença", acrescentou a rainha em uma passagem em que se refere à vida de Jesus Cristo.

A rainha pede a reconciliação em um momento em que o Reino Unido se prepara para um marco histórico, com a saída da União Europeia, prevista para o dia 31 de janeiro, após três anos e meio de caos político, em meio ao qual Elizabeth II manteve sua neutralidade.

No discurso, ela se refere às comemorações pelos 75 anos do desembarque na Normandia, quando "aqueles que foram inimigos se renderam para comemorar em ambos os lados do Canal da Mancha".

O primeiro-ministro Boris Johnson, com carta branca para implementar o Brexit graças à sua vitória eleitoral de 12 de dezembro, é mais direto em sua mensagem natalina e pede aos britânicos que "não discutam muito" durante as festas de fim de ano.

Internacional