PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Situação em Pequim devido ao coronavírus é 'extremamente grave', alerta prefeitura

Pessoas fazem fila para serem submetidas a teste para Covid-19 em Pequim - THOMAS PETER
Pessoas fazem fila para serem submetidas a teste para Covid-19 em Pequim Imagem: THOMAS PETER

16/06/2020 01h37

Pequim, 16 Jun 2020 (AFP) - A situação da epidemia em Pequim é "extremamente grave", alertou um porta-voz do prefeito nesta terça-feira, depois que centenas de pessoas foram infectadas com o coronavírus desde a semana passada, na capital chinesa.

Pequim está "correndo contra o relógio" diante do novo coronavírus, disse o porta-voz do prefeito, Xu Hejian, à imprensa.

A cidade de 21 milhões de habitantes intensificou os esforços contra a covid-19 e atualmente tem capacidade para realizar mais de 90.000 testes de diagnóstico por dia.

Esse surto epidêmico despertou o medo de uma "segunda onda", e a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na segunda-feira que estava acompanhando a situação em Pequim "de muito perto" e mencionou o possível envio de mais especialistas nos próximos dias.

Na terça-feira, Pequim divulgouu 27 novas infecções registradas nas últimas 24 horas, elevando o saldo para 106 casos detectados em cinco dias.

O surto começou no gigantesco mercado atacadista de Xinfadi, um dos maiores da Ásia, onde o vírus foi detectado na semana passada.

Desde então, outros quatro mercados da capital foram fechados total ou parcialmente e cerca de trinta áreas residenciais foram colocadas em quarentena.

Os alunos do ensino fundamental e do primeiro ciclo do ensino médio podem retomar as aulas em casa.

tjx-bar/hh/jvb/lca

Coronavírus