PUBLICIDADE
Topo

Venezuela endurece confinamento em Caracas

De máscara, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro - Marcelo Garcia/Presidência da Venezuela/AFP
De máscara, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro Imagem: Marcelo Garcia/Presidência da Venezuela/AFP

Da AFP, em Caracas

15/07/2020 10h05

A partir de hoje, o confinamento em Caracas e no estado vizinho de Miranda será endurecido devido ao avanço da pandemia de covid-19 na Venezuela, anunciou o presidente Nicolás Maduro.

"Devido ao aumento nos casos de covid-19, como resultado da entrada ilegal de pessoas no país, e seguindo as recomendações da Comissão Presidencial, tomei a decisão de aplicar quarentena radical e necessária em Caracas e no estado de Miranda! Cuidar da saúde vem em primeiro lugar!", anunciou Maduro no Twitter.

A vice-presidente Delcy Rodríguez anunciou em 10 de julho a prorrogação por mais um mês do "estado de alarme" para controlar um "surto" do novo coronavírus no país, medida que fornece uma base legal para prolongar a quarentena, em vigor no país desde 16 de março.

Na semana passada, o número dois do governo, Diosdado Cabello, e o governador do estado de Zulia (oeste), Omar Prieto, confirmaram que contraíram COVID-19. Eles foram seguidos pelo ministro do Petróleo, Tareck El Aissami, colaborador próximo de Maduro.

Na terça, a Venezuela ultrapassou a barreira dos 10.000 casos, segundo o governo Maduro.

Coronavírus