PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
6 meses

Justiça alemã confirma prisão de principal suspeito no caso Madeleine McCann

A polícia procura por Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal em 2007 - PA MEDIA
A polícia procura por Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal em 2007 Imagem: PA MEDIA

20/11/2020 10h25

Berlim, 20 Nov 2020 (AFP) - A Justiça alemã confirmou hoje a pena de sete anos de prisão pelo estupro de uma idosa, cometido por Christian B., que também é o principal suspeito do desaparecimento da britânica Madeleine McCann em Portugal, em 2007.

A sentença estava em aberto desde o indeferimento do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJE), no final de setembro, de seu recurso contra esta sentença. Este veredicto havia sido emitido pela Justiça alemã no final de 2019.

O alemão Christian B. foi condenado em dezembro de 2019 a sete anos de prisão pelo estupro e pelo roubo de uma americana de 72 anos, em 2005, em Portugal, na localidade de Praia da Luz, onde Maddie McCann desapareceu em maio de 2007.

O homem ficará preso, permitindo que os investigadores, que temiam sua possível soltura antecipada, continuem a apurar o desaparecimento da menina britânica.

Este caso se acelerou, repentinamente, no início de junho com a identificação deste alemão de 43 anos. Christian B. é um pedófilo reincidente, que se encontra detido em Kiel, no norte da Alemanha.

Ele é suspeito do assassinato de Maddie, de 3 anos, que estava de férias com os pais quando desapareceu do quarto de hotel onde dormia.

Em meados de junho, a Promotoria de Brunswick alegou que tinha "provas, ou fatos concretos", que sustentavam a convicção de que a menina havia morrido, mas não "evidências forenses", já que não foram encontrados restos humanos.

Segundo o advogado de Christian B. citado pela imprensa local, o homem nega qualquer envolvimento no desaparecimento de Maddie.

Internacional