PUBLICIDADE
Topo

Internacional

OPAS afirma ter recebido denúncias de racionamento de oxigênio nos EUA e Peru

OPAS afirma ter recebido denúncias de racionamento de oxigênio nos EUA e Peru - Divulgação/Samuel Ramos/ Unsplash
OPAS afirma ter recebido denúncias de racionamento de oxigênio nos EUA e Peru Imagem: Divulgação/Samuel Ramos/ Unsplash

19/01/2021 15h05

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) informou nesta terça-feira(19) que recebeu denúncias de racionamento de oxigênio nos Estados Unidos e no Peru, após a superlotação de pacientes com covid em hospitais de Manaus, que gerou escassez do produto.

"As denúncias de Manaus, no Brasil, ilustram o que acontece quando um sistema de saúde não tem capacidade para enfrentar a velocidade de novas infecções", alertou Carissa Etienne, diretora da OPAS.

O Brasil é o segundo país com mais mortes pela pandemia e a segunda onda causou um colapso de hospitais que levou à falta de oxigênio para os pacientes que desenvolveram a síndrome respiratória relacionada ao vírus.

Etienne alertou que não só Manaus está em risco e indicou que há relatos de que o oxigênio está "racionado" em algumas localidades dos Estados Unidos e do Peru.

A especialista expressou preocupação com o avanço da pandemia nas "próximas semanas", em um momento em que as Américas registraram 2,5 milhões de novos casos na última semana, mais da metade de todas as infecções registradas no mundo.

"Em nossa região, especialmente na América do Norte e do Sul, muitos hospitais estão operando em um nível muito próximo da capacidade total", disse ela.

A especialista indicou que a taxa de ocupação está em torno de 90% em algumas cidades do Peru e que várias no Brasil e no Equador estão operando perto do limite.

Internacional