PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Pessoas com menos de 60 anos não receberão segunda dose da AstraZeneca na Alemanha

A Alemanha restringiu a vacina para pessoas com menos de 60 anos após casos de trombose na Europa - Miguel Riopa/AFP
A Alemanha restringiu a vacina para pessoas com menos de 60 anos após casos de trombose na Europa Imagem: Miguel Riopa/AFP

13/04/2021 23h07

As pessoas com menos de 60 anos vacinadas com a primeira dose do imunizante AstraZeneca na Alemanha receberão a segunda dose de outra vacina, decidiram nesta terça-feira os ministérios da Saúde federal e regionais.

A Alemanha optou no mês passado por restringir o uso da vacina em pessoas com menos de 60 anos, após o registro de casos de trombose na Europa. As pessoas dessa faixa etária irão concluir sua imunização com as vacinas Pfizer ou Moderna, também disponíveis no país, anunciou a agência de notícias DPA.

"A solução encontrada oferece uma boa proteção", afirmou o presidente da conferência de ministros da Saúde, Klaus Holetschek, que seguiu a recomendação da Comissão Permanente de Vacinação (Stiko). A comissão aconselhou que a segunda dose seja aplicada 12 semanas após a dose inicial da AstraZeneca.

Até o último dia 2, haviam sido contabilizados 42 casos documentados de trombose venosa cerebral após a vacinação com a AstraZeneca. Segundo o Ministério da Saúde alemão, 2,2 milhões de cidadãos com menos de 60 anos receberam a primeira dose da AstraZeneca nas últimas semanas.

A França também optou por substituir a segunda dose da AstraZeneca por uma vacina de RNA mensageiro. Já a OMS declarou que, por falta de "dados adequados", não poderia fazer recomendações sobre uma mudança de vacina contra a Covid-19 após a primeira dose.

Internacional