PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Problema em fábrica impede uso de 60 milhões de doses da Janssen, diz NYT

Vários lotes de vacinas da Janssen fabricadas em Baltimore (EUA) não são adequados para uso, segundo a FDA - Carla Carniel/Reuters
Vários lotes de vacinas da Janssen fabricadas em Baltimore (EUA) não são adequados para uso, segundo a FDA Imagem: Carla Carniel/Reuters

11/06/2021 17h49Atualizada em 11/06/2021 21h01

A agência reguladora de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), anunciou nesta sexta-feira (11) à Janssen que milhões de doses da vacina contra a covid-19 produzidas em uma fábrica com problemas não podem ser usadas devido ao risco de contaminação.

Em comunicado, a FDA disse que "vários" lotes de vacinas fabricadas nas instalações da Emergent BioSolutions na cidade de Baltimore, em Maryland, não são adequados para uso. Cada lote corresponde a vários milhões de doses.

Nem a agência nem a Janssen — braço farmacêutico da Johnson & Johnson — revelaram o número preciso das doses, mas o jornal The New York Times mencionou 60 milhões, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

"Essas ações seguiram uma extensa revisão de registros, incluindo o histórico de produção da instalação e os testes realizados para avaliar a qualidade do produto", disse o cientista da FDA Peter Marks.

A fábrica foi obrigada a pausar a produção em abril várias semanas depois que foi determinado que os lotes da substância usada para produzir a vacina da Janssen foram contaminados com ingredientes da vacina AstraZeneca, afetando pelo menos 15 milhões de doses.

A FDA ainda está decidindo se permitirá a reabertura da fábrica. Sessenta milhões de doses da AstraZeneca produzidas no local e destinadas a serem doadas no exterior estão atualmente sendo inspecionadas quanto à qualidade antes de serem enviadas.

Todas as vacinas da Janssen distribuídas e usadas nos Estados Unidos até agora foram feitas na Holanda, não em Baltimore.

Por outro lado, a FDA disse que estava autorizando dois lotes da vacina da Janssen produzidos na fábrica — ou seja, 10 milhões de doses do regime de única aplicação, disse uma fonte familiarizada com o assunto.

Lotes adicionais da Janssen permanecem sob revisão.

"A Johnson & Johnson se comprometeu a produzir vacinas seguras e de alta qualidade para levar saúde e esperança às pessoas em todos os lugares", disse a vice-presidente executiva da J&J, Kathy Wengel.

Coronavírus