PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
6 meses

Após explosão, Reino Unido eleva para 'grave' risco de ameaça terrorista

15/11/2021 - Policiais forenses avaliam local onde houve explosão em frente ao Hospital da Mulher em Liverpool - Paul Ellis/AFP
15/11/2021 - Policiais forenses avaliam local onde houve explosão em frente ao Hospital da Mulher em Liverpool Imagem: Paul Ellis/AFP

15/11/2021 11h54

Londres, 15 Nov 2021 (AFP) - O Reino Unido elevou para "grave", nesta segunda-feira (15), o nível de ameaça terrorista no país, o segundo mais alto — anunciou a ministra britânica do Interior, Priti Patel, no dia seguinte à explosão de um táxi em frente a um hospital de Liverpool.

"Elevamos o nível de ameaça de importante para grave", declarou a ministra na televisão, ressaltando que a ocorrência de Liverpool foi o segundo ato considerado terrorista depois do assassinato do deputado David Amess há um mês.

Este nível de ameaça significa que o risco de um atentado é considerado "altamente provável".

Incidente no táxi

Ontem (15), houve uma explosão em um táxi em frente ao Hospital para Mulheres, em Liverpool.

A polícia classificou o episódio como um "incidente terrorista" com bomba caseira, que foi construída pelo passageiro. O homem que carregava a bomba morreu, e o motorista ficou ferido e segue hospitalizado.

As razões da explosão ainda são desconhecidas, disse o diretor da polícia antiterrorista no noroeste da Inglaterra, Russ Jackson. O passageiro ainda não foi formalmente identificado pela polícia.

Na noite de ontem (14), a polícia antiterrorismo informou no Twitter que "três homens de 29, 26 e 21 anos" foram detidos "no âmbito da lei de terrorismo", na zona de Kensington.

A corporação disse ter recebido um alerta por volta das 11h locais (8h em Brasília), durante as comemorações pelas vítimas da guerra, e que intercedeu rapidamente.

Internacional