Município do RJ com mais casos de febre amarela retoma vacinação

Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

A vacinação contra febre amarela foi retomada na tarde de hoje (29) no município de Casimiro de Abreu (RJ), após o envio pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), na segunda-feira (27), de mil doses da vacina. Até ontem, 17% da população do município ainda não tinha sido imunizada.

A cidade deve receber nos próximos dias mais doses da vacina. De acordo com o secretário de Saúde de Casimiro de Abreu, Ibson Júnior, que foi à capital para uma reunião na SES, o órgão se comprometeu a liberar 3 mil doses para imunizar os moradores. A previsão é que as vacinas cheguem amanhã (30).

Casimiro de Abreu, município da Baixada Litorânea do Rio de Janeiro, teve cinco casos confirmados de febre amarela, incluindo uma morte. Como muitos moradores de regiões próximas procuraram a vacina, o volume de doses enviado ao município foi insuficiente. Por questão humanitária, as doses não foram negadas. Ao todo, 44.320 pessoas foram imunizadas na cidade.

A prefeitura orientou os coordenadores de postos de saúde para entrar em contato com as pessoas que deixaram seus nomes na lista de espera para que compareçam à unidade de saúde para receber a dose. Após serem chamados, deverão levar cartão do SUS e comprovante de residência.

Rio de Janeiro

O boletim diário de acompanhamento dos casos de febre amarela no estado do Rio, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, informou que não houve aumento de registros: permanecem os seis casos confirmados da doença em humanos. Cinco são em Casimiro de Abreu, com uma morte, e um no município São Fidélis, no norte do estado. Já em macacos, houve registro em duas localidades: São Sebastião do Alto, na Região Serrana, e Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

Na capital fluminense, o estoque vacina entrará no seu limite amanhã (30) e, para continuar a vacinação, a cidade precisará receber mais doses do Ministério da Saúde. "A continuidade da vacinação dos cariocas contra a febre amarela, a partir de sexta-feira, dia 31, depende de uma resposta do Ministério da Saúde", informou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em resposta à Agência Brasil.  Não há casos de febre amarela no município do Rio. Autoridades municipais e estaduais se reunirão amanhã com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para acertar a estratégia de vacinação para os próximos meses.

Estratégia

O secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr., passou o dia em reuniões no Ministério da Saúde, onde tratou da estratégia planejada pelo estado de vacinar toda a população até o fim do ano, observadas as contraindicações. Para a isso, a secretaria precisa receber entre 8 e 9 milhões de doses. Até agora, o órgão já encaminhou para os 92 municípios mais de 3 milhões de doses, que foram entregues pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a SES, os 64 municípios mais vulneráveis, com base na análise do cenário epidemiológico do Rio de Janeiro e dos estados vizinhos, têm prioridade no recebimento das doses. Desse total, 35 já têm disponíveis vacinas em quantitativo suficiente para imunizar seus habitantes.

O Ministério da Saúde informou à Agência Brasil que desde o início do ano tem enviado lotes extras da vacina contra a febre amarela aos estados que estão registrando casos suspeitos da doença, além dos localizados na divisa com essas áreas.  Para o Rio de Janeiro foram encaminhadas 3,3 milhões de doses desde janeiro, sendo que entre os dias 20 e 23 de março foram 1,25 milhão. A pasta acrescentou que as remessas adicionais serão discutidas com os secretários de saúde estaduais nos próximos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos