Nível de combustível do aeroporto de Brasília chega a estado crítico

O nível de combustível do aeroporto de Brasília chegou novamente ao estado crítico. As reservas do caíram a 3,3% e estão perto de se esgotar novamente, segundo a assessoria da Inframérica, que administra o terminal.

As reservas diminuíram novamente porque não chegaram novos caminhões de abastecimento neste domingo (27). Ontem (26), após a chegada de dez caminhões-tanque, o nível das reservas de combustível chegou a 12,5%.

Da meia-noite até as 15h, o aeroporto de Brasília operou 69 pousos, 57 decolagens e apresentou 11 atrasos superiores a 30 minutos. Não há voos atrasados no momento. Novas informações sobre o abastecimento do terminal devem sair às 17h.

Em entrevista coletiva concedida neste domingo, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, disse que viaturas da Força Nacional estão garantindo a chegada de álcool anidro, para a mistura de gasolina e do óleo diesel, e querosene de aviação à capital federal.

Infraero

Dos aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), nove ainda estavam com falta de combustível até as 15h20. São eles: São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Joinville (SC) e João Pessoa (PB).

A Infraero também está em contato com órgãos públicos para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos