PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia faz operação contra quadrilha suspeita de agiotagem em cinco estados

16.set.2021 - Operação Ábaco, da Polícia do Rio de Janeiro, prendeu pessoas suspeitas de fazer parte da maior rede de agiotas do estado - José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo
16.set.2021 - Operação Ábaco, da Polícia do Rio de Janeiro, prendeu pessoas suspeitas de fazer parte da maior rede de agiotas do estado Imagem: José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

16/09/2021 08h31

Policiais civis cumprem hoje 65 mandados de prisão preventiva, além de mandados de busca e apreensão, contra suspeitos de agiotagem e extorsão no Rio de Janeiro. A operação Ábaco está sendo realizada também em Santa Catarina, Ceará, Minas Gerais e Espírito Santo.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, esse é o maior grupo criminoso de agiotagem do estado. Até as 7h30 de hoje, 24 pessoas já tinham sido presas.

As investigações, iniciadas há quase um ano, revelaram que a organização criminosa cobrava juros abusivos, que muitas vezes superavam 30% ao mês, além de receber dívidas antigas que já tinham sido pagas.

O grupo ainda praticava extorsão cobrando dívidas relativas a empréstimos que nunca existiram. De posse de dados das vítimas e de parentes delas, a quadrilha também fazia ameaças para provocar medo nas pessoas.

De acordo com a Polícia Civil, a organização criminosa chegou a manter 70 escritórios em várias cidades brasileiras.

Cotidiano