Políticos do PT e do PSDB entram confronto no interior de SP

Em Sorocaba (SP)

Militantes e políticos ligados ao PT e ao PSDB entraram em confronto durante manifestação a favor e contra a nova fase da Operação Lava Jato, no fim da noite desta sexta-feira (4), em Sorocaba, no interior de São Paulo. O ex-vereador Arnô Pereira, do PSDB, foi agredido com um soco na boca. À Polícia Civil, ele acusou o vereador Izídio de Brito, do PT, de ter incentivado a agressão.

Os dois grupos se encontraram na avenida Antônio Carlos Comitre, no Parque Campolim, zona sul da cidade. Os tucanos distribuíam adesivos com o desenho de duas mãos algemadas, uma delas sem o dedo mínimo, em uma alusão ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, levado a depor coercitivamente pela Polícia Federal.

O grupo petista, mais numeroso, tentou impedir a distribuição. A discussão descambou para a pancadaria. Os tucanos acabaram se refugiando em uma loja do McDonalds. Pereira, um ex-petista que migrou para o PSDB e assessora um deputado tucano, ficou ferido. Ele alega que, entre os agressores, estava o vereador do PT. Brito, que preside o diretório municipal do partido, negou a agressão e disse que apenas pediu respeito ao ex-presidente.

Lula na mira: Lava Jato investiga ex-presidente e deflagra
protestos
Veja Álbum de fotos

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Leia mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos