Topo

Ibaneis diz que usará Lei de Segurança Nacional para pedir fechamento da Papuda

Eduardo Rodrigues

Em Brasília

26/03/2019 13h20

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse nesta terça-feira (26) que entrará ainda hoje com uma ação judicial com base na Lei de Segurança Nacional para tentar fechar o presídio federal de segurança máxima no complexo da Papuda, para onde foram transferidos líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital), incluindo Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola.

O governador tem feito severas críticas à condução do ministro da Justiça, Sergio Moro, sobre a transferência de líderes de facções criminosas para a capital federal.

"O ministro Moro tem sua segurança garantida, mas já prendemos oito indivíduos na semana passada. Temos relatórios de inteligência que mostram que o PCC já está na região. Me preocupa, porque, daqui a pouco, teremos nossos filhos estudando com os filhos desses bandidos, porque eles têm dinheiro", disse Ibaneis.

Moro defende ida de Marcola a Brasília: 'não foi trazido aqui para ficar passeando na rua'

Band News

Temer e jatinho

O governador ainda confirmou que emprestou seu jatinho particular para que o ex-presidente Michel Temer (MDB), preso na semana passada retornasse do Rio de Janeiro para São Paulo, após ter a sua prisão revogada na tarde de ontem.

"Não ia deixar um homem idoso, que é presidente do meu partido, ter que pegar um avião de carreira para voltar para casa achincalhado, após uma prisão considerada ilegal pela Justiça Federal", disse o governador, que não revelou o custo desse uso da aeronave.

"O avião é meu, o dinheiro é meu. (O valor gasto) não importa", respondeu a repórteres.

Temer é solto após quatro dias preso na PF, no Rio de Janeiro

Band Notí­cias

Mais Cotidiano