PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

PM dispersa banhistas em praias de Florianópolis em fim de semana de lockdown

Restaurante foi notificado pela Vigilância Sanitária por ceder cadeiras e mesas para clientes na praia da Joaquina, em Florianópolis, na tarde deste sábado - André Arcênio/Ishoot/Estadão Conteúdo
Restaurante foi notificado pela Vigilância Sanitária por ceder cadeiras e mesas para clientes na praia da Joaquina, em Florianópolis, na tarde deste sábado Imagem: André Arcênio/Ishoot/Estadão Conteúdo

Fábio Bispo, Especial para o Estadão

Florianópolis

27/02/2021 20h27

A Polícia Militar de Santa Catarina dispersou banhistas que se aglomeravam em praias no norte da ilha, em Florianópolis, na tarde deste sábado (27). Um novo decreto editado pelo governador Carlos Moisés (PSL) na sexta-feira (26) e válido para o fim de semana, estabelece que apenas os serviços essenciais podem funcionar. A concentração, a circulação e a permanência de pessoas em parques, praças e praias também está proibida durante o fim de semana.

Na praia do Ingleses, os policiais trafegaram pela orla avisando banhistas sobre a proibição de permanência no local. A mesma operação foi realizada nas praias de Jurerê e Canasvieiras, onde banhistas também foram abordados.

Segundo o comandante do 21º Batalhão da PM, tenente-coronel Pablo Neri Pereira, desde o início da manhã de sábado a polícia realiza rondas para garantir o cumprimento do decreto. "Não foi preciso uso da força, a maior parte dos banhistas atendeu aos alertas", explicou.

Também na capital catarinense, uma força-tarefa entre agentes da Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Polícia Militar interditou as áreas comuns de um resort no Costão do Santinho após verificar, em flagrante, aglomeração de pessoas em piscinas coletivas e outros espaços.

Os agentes dispersaram o público e interditaram as áreas comuns. O hotel responderá processo administrativo, que vai definir a punição.

O decreto para isolamento social mais rígido terá validade por dois finais de semana. Durante a semana, as restrições são mais brandas, com restrição de horários para serviços não essenciais entre 23h e 6h. Apenas casas noturnas seguem fechadas. Demais estabelecimentos podem funcionar com restrição de uso.

Coronavírus