PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Lira sugere mutirão de votações 'importantes' na retomada de trabalho presencial

4.fev.2021 - O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), antes de reunião do Colégio de Líderes da Casa - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
4.fev.2021 - O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), antes de reunião do Colégio de Líderes da Casa Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Amanda Pupo

Brasília

16/09/2021 13h11

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), sugeriu nesta quinta-feira, 16, que as Casas legislativas realizem um "mutirão" de votações importantes assim que voltarem a trabalhar presencialmente. Segundo ele, a Câmara deve deixar o sistema virtual e retornar ao esquema presencial em outubro.

"Tem muitas matérias importantes que nós votamos, como disse na reunião de líderes, e precisamos nos entender mais abertamente com relação a pautas prioritárias de cada Casa e do Brasil para que a gente possa fazer inclusive mutirão de votações importantes na volta dos trabalhos presenciais", disse Lira em live promovida pela Necton Investimentos.

No evento virtual, o presidente da Casa foi questionado sobre como avaliava o tempo de votação no Senado de propostas que são encaminhadas pela Câmara à Casa vizinha. Ao falar sobre o assunto, o deputado afirmou que, em sua visão, a Câmara se adaptou melhor ao sistema virtual imposto pela pandemia da covid-19.

"Nós temos que respeitar quais são as divergências, possibilidades de atuação com relação ao modus operandi", disse Lira, para quem o sistema virtual atrapalha por não proporcionar o contato físico entre os parlamentares. "A virtualidade numa casa Legislativa atrapalha demais, a falta de contato físico, acordo que é feito de última hora", disse.

Entre as matérias que foram aprovadas pela Câmara e hoje aguardam uma posição do Senado, Lira citou o PL dos Correios, do Licenciamento Ambiental, da regularização fundiária e a reforma do Imposto de Renda. "Do Senado, está na Câmara o Refis", lembrou Lira.

"Agora em outubro, com a temperança baixa, momento de trégua, que é importante que seja imperativo para todos os poderes a autocontenção. É o que temos pregado, paciência, conversa, para que não prejudiquemos aqueles que dependem de uma atuação independente e harmônica", afirmou o deputado.

Política