Topo

Após ameaças, polícia coloca Malala sob escolta 24h

Reprodução/CNN
Imagem: Reprodução/CNN

Em Roma

23/08/2015 12h49

A ativista paquistanesa Malala Yousafzai, vencedora do Nobel da Paz em 2014, foi colocada sob proteção de uma escolta armada permanente após ter recebido novas ameaças de terroristas. 

Segundo o jornal britânico "Daily Mail", a polícia do Reino Unido, onde a jovem de 18 anos vive atualmente, elevou sua proteção ao nível reservado normalmente a ministros de governo e políticos internacionais em visita oficial.

Além disso, uma fonte anônima disse ao tabloide "The Sun" que a vida de Malala está em risco desde que ela foi alvo de um atentado do Talibã, em 2012, mas as ameaças cresceram de "modo significativo" com o aumento de sua influência no mundo.

No entanto, até o momento, a Scotland Yard não quis comentar a notícia. A ativista entrou na mira do grupo radical por defender o direito das mulheres paquistanesas de estudar, escrevendo inclusive um blog para a "BBC" sobre a vida no vale do Swat.

Por conta disso, foi baleada no rosto por membros do Talibã e esteve à beira da morte, porém conseguiu se recuperar em um hospital britânico e até hoje reside no Reino Unido.

Internacional