Atirador de Tel Aviv tem 'problemas mentais', diz advogado

TEL AVIV, 02 JAN (ANSA) - O atirador que abriu fogo contra um bar em Tel Aviv teria problemas mentais e não seria um terrorista, afirmou neste sábado (02) o advogado dos pais do jovem, Sami Melhem, ao jornal "Jerusalem Post". "Ele não é um homem são e o que eu sei, desde que o represento, é que ele já foi tratado e está sendo tratado novamente.   

Recentemente, ele havia sido visto andando pelas estradas como um doente mental", destacou Melhem.   

O ataque ocorreu nesta sexta-feira (01) no pub Hasimta' e o local estava lotado no momento da ação. Testemunhas afirmam que o atirador usava uma jaqueta cinza e uma máscara de esqui preta ao disparar certa de 30 tiros com uma arma automática.   

Segundo o último balanço, duas pessoas morreram na ação e outras sete ficaram feridas. Ele fugiu do local a pé e ainda não foi encontrado pela polícia israelense, que faz buscas por toda a capital de Israel. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos