'Irã está aberto a investidores estrangeiros',diz Rohani

ROMA, 26 JAN (ANSA) - O presidente do Irã, Hassan Rohani, disse nesta terça-feira (26) que seu país está pronto para receber investidores estrangeiros, ao discursar em Roma para um fórum sobre Italy-Iran Business. O mandatário realiza nesta semana sua primeira viagem à Europa em mais de duas décadas e em um momento em que seu país se abre aos mercados internacionais com o fim das sanções pelo programa nuclear de Teerã.   

Na Itália, a primeira etapa de seu giro, Rohani disse que, "depois de anos de sanções, o Irã tem hoje capacidade de concretização, há oportunidades". "Estamos prontos a acolher os investidores estrangeiros", destacou o mandatário, dizendo que, particularmente com a Itália, "há uma boa história de colaboração".   

No mesmo evento, o presidente iraniano também destacou a importância da tolerância religiosa em qualquer país. "O Corão ensina que a igreja, a sinagoga e a mesquita devem ficar uma ao lado da outra", comentou. Para ele, a integração econômica e a tolerância religiosa também são os caminhos para o combate ao terrorismo. "Se quisermos lutar contra o extremismo e a violência no mundo, contra o terrorismo, um dos caminhos é o desenvolvimento econômico e o emprego", defendeu. "A falta de desenvolvimento cria forças para o terrorismo. O desemprego cria soldados para o terrorismo. Se todos querem um mundo sem violência, é preciso ter desenvolvimento econômico e, paralelamente, desenvolvimento cultural", explicou Rohani.   

Por sua vez, o presidente da Agência para a Internacionalização das Empresas Italianas (ICE), Riccardo Monti, disse no mesmo fórum que "este é um momento mágico para o Irã". "Empresas do mundo todo estão olhando para o país com muita atenção", afirmou o italiano.   

Rohani chegou ontem à Itália para uma visita de três dias. Ele já se reuniu com Renzi e com o presidente Sergio Mattarella. Em sua agenda em Roma, ainda há a previsão de um encontro com o papa Francisco e com os chefes da Câmara dos Deputados e do Senado, Laura Boldrini e Pietro Grasso. Com Renzi, o Rohani prometeu apoiar os diálogos patrocinados pela ONU para um acordo de paz na Síria e prosseguir a luta contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis). Além disso, o iraniano disse que dará apoio para o governo afegão restabelecer a paz e contribuirá para resolver a crise na Líbia.   

Amanhã, o iraniano seguirá viagem para Paris, onde se encontrará com o presidente François Hollande. Um dos principais pontos da visita deve ser a projeção de compra de 114 aviões da Airbus por Teerã.   

A viagem de Rohani à Europa estava programada para novembro do ano passado, mas foi adiada devido aos atentados terroristas na França. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos