Inspirado no Google, EI quer produzir carro-bomba autônomo

ROMA, 5 MAI (ANSA) - Assim como o Google e outros gigantes de tecnologia e do ramo automobilístico, o grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) também trabalha no desenvolvimento de um veículo que opere sem motorista. Os jihadistas pretendem realizar atentados com carro-bomba sem a necessidade de um suicida. A notícia foi dada nesta quinta-feira (5) pelo site britânico Express, citando declarações do vice-secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) para Riscos e Segurança, Jamie Shea, em uma conferência em Londres. "Os extremistas islâmicos estão usando suas fábricas de bomba em Raqqa, na Síria, para desenvolver novas tecnologias", disse Shea. "Estamos focados em Raqqa neste momento. Não é apenas o Google que produz carros autônomos. O EI também está tentando fazer o mesmo". Atualmente, o Google é a principal empresa focada na criação de carros autônomos e o Estado Islâmico estaria se inspirando nestes modelos para desenvolver seus veículos, os quais seriam usados para atentados devastadores com bombas. O gigante da Internet espera colocar no mercado nos próximos anos dezenas de carros autoguiados. Nesta semana, o Google e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciaram uma parceria para o desenvolvimento dos veículos. A FCA produzirá 100 exemplares da minivan Pacífica para testar a tecnologia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos