PUBLICIDADE
Topo

Internacional

De surpresa,Boris Johnson descarta disputar cargo de premier

30/06/2016 08h25

LONDRES, 30 JUN (ANSA) - O ex-prefeito de Londres Boris Johnson surpreendeu nesta quinta-feira (30) e fez um pronunciamento em que informou que não concorrerá ao cargo de líder do Partido Conservador e, consequente, ao posto de sucessor do primeiro-ministro David Cameron.   

"Não vou me candidatar à liderança do Tory [Conservadores].   

Consultei amigos e tendo em vista as circunstâncias do Parlamento, concluí que essa pessoa não pode ser eu", disse Johson.   

O principal líder da campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia, que era apontado como o novo premier britânico, ainda afirmou que esse "é um momento de esperança e de ambição para a Grã-Bretanha" e que "essa é a nossa chance para construir um país com uma economia da qual todos tirem vantagem".   

"Uma economia não pode ser baseada só no mercado único, mas quero um capitalismo mais justo para aqueles que são esquecidos", disse ainda o Conservador - que não abriu espaço para perguntas de jornalistas.   

Apesar de Johnson não ter entrado na disputa, outros dois expoentes anunciaram suas candidaturas ao posto hoje. O ministro da Justiça, Michael Gove, surpreendeu e informou que vai concorrer ao posto de líder conservador. Também a ministra do Interior, Theresa May, entrou na disputa para "unir a Grã-Bretanha". Esta última é apontada pelos jornais locais como a favorita.   

Ontem (29), o ex-ministro da Defesa Liam Fox e a subsecretária do Tesouro, Andrea Leadsom também estão correndo por fora. As indicações devem ser enviadas até esta quinta-feira.   

A disputa pelo poder entre os conservadores ocorre após Cameron ter anunciado sua renúncia ao posto de premier por causa da vitória do Brexit na última sexta-feira (24). Apesar de ter proposto o referendo, Cameron era favorável à permanência do Reino Unido no bloco econômico. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional