Atentado do EI no Afeganistão mata ao menos 80 pessoas

CABUL, 23 JUL (ANSA) - Um atentado terrorista do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) em Cabul matou ao menos 80 pessoas e deixou 231 feridos neste sábado (23), informou o Ministério do Interior do Afeganistão. A ação ocorreu enquanto milhares de muçulmanos xiitas protestavam contra a construção de uma central elétrica no distrito de Achin, que desalojaria milhares de pessoas da região. De linha sunita, o EI causa constantes ataques contra os "rivais" muçulmanos.   

Em nota, os jihadistas afirmaram que "dois combatentes do EI ativaram os explosivos no meio de uma multidão que se manifestava na área de Dehmazang, em Cabul". Fontes de segurança afegãs, no entanto, afirmaram que mais um suicida estava no plano do grupo extremista - mas ele foi morto por policiais antes de ativar os explosivos.   

O grupo terrorista Talibã, que comandava o país antes das ações militares dos norte-americanos pós-11 de setembro, condenou o ataque do EI e informou não ter participação nenhuma na ação.   

Apesar de ter surgido dentro da Al-Qaeda do Iraque, atualmente, EI e os talibãs se consideram inimigos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos