Itália cria 329 mil postos de trabalho em junho

ROMA, 29 JUL (ANSA) - Ainda lutando para sair da crise iniciada em 2008, a Itália criou 329 mil postos de trabalho no último mês de junho, na comparação com o mesmo período do ano anterior, e 79 mil em relação a maio.   

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) e confirmam a tendência positiva registrada nos três meses anteriores. Além disso, o número de pessoas ocupadas no país subiu 0,6% no segundo trimestre.   

Ainda assim, a taxa de desemprego no país teve uma leve alta de 0,1 ponto percentual e chegou a 11,6% em junho. O aumento, apesar dos dados positivos de criação de vagas, pode ser explicado pelo crescimento da quantidade de pessoas procurando trabalho devido à melhora da situação econômica na Itália.   

Outro sinal positivo é a redução do índice de desocupação entre os jovens de 15 a 24 anos, que caiu para 36,5%, o valor mais baixo desde outubro de 2012. "Fatos, não palavras. De fevereiro de 2014 a hoje, o Istat registrou mais de 599 mil postos de trabalho. São histórias, vidas, pessoas. Este é o Ato Trabalhista", escreveu no Twitter o primeiro-ministro Matteo Renzi.   

Ele fazia referência à reforma que flexibilizou os modelos de contratação e as regras para demissão sem justa causa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos