Vaticano adere a convenção da ONU contra corrupção

ROMA, 23 SET (ANSA) - O Estado da Cidade do Vaticano aderiu à Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, adotada pela ONU em 31 de outubro de 2003.   

A adesão ocorreu no último dia 19 de setembro, quando o secretário de Estado da Santa Sé, cardeal Pietro Parolin, depositou na sede das Nações Unidas, em Nova York, o documento necessário para integrar a convenção.   

O Vaticano foi um dos últimos países a assinar o pacto, que já conta com 180 signatários, incluindo o Brasil. Ele estabelece medidas para prevenir e combater a corrupção de forma mais eficaz, facilitar a cooperação internacional, inclusive na recuperação de ativos, e aumentar a transparência na gestão pública.   

O documento entrará em vigor no Vaticano no próximo dia 19 de outubro. O tema da corrupção é bastante caro ao papa Francisco, que vem adotando iniciativas para melhorar a imagem da Santa Sé nesse sentido, já que nos últimos anos a Igreja conviveu com diversos escândalos financeiros.   

Na semana passada, o Pontífice afirmou que a corrupção é como uma droga: "gera pobreza, exploração e sofrimento". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos