Senado dos EUA rejeita veto de Obama à lei sobre 11/9

WASHINGTON, 28 SET (ANSA) - O Senado dos Estados Unidos rejeitou o veto aplicado pelo presidente Barack Obama na lei que permitia que as vítimas norte-americanas processassem a Arábia Saudita por causa dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.   

Agora, o caso segue para a análise da Câmara. Essa é a primeira vez em oito anos que o Senado rejeita um veto do presidente.   

Para o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, a rejeição foi "a coisa mais embaraçosa" que o Senado do país realizou "em décadas" e ainda classificou o ato de "abdicação" de responsabilidade dos senadores.   

Obama sempre se mostrou contrário ao projeto de lei, aprovado pelo Congresso, por dois motivos.   

O primeiro é o temor de que a medida comprometa ainda mais as relações com seu principal aliado no Golfo, causando reação contra os cidadãos que moram naquele país. O segundo é pelo fato da ação abrir um precedente para que outros países do mundo aprovem processos contra os Estados Unidos e/ou seus representantes diplomáticos.   

País natal de Osama bin Laden, a Arábia Saudita sempre negou qualquer envolvimento nos atentados de 2001, que foram reivindicados pela Al Qaeda. No entanto, Riad é constantemente acusada de ser conivente com grupos terroristas sunitas e até de financiar alguns deles. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos