Italiana que matou filhas diz que as estrangulou com as mãos

PALERMO, 28 DEZ (ANSA) - A italiana que matou suas duas filhas nesta terça-feira (27) na cidade de Gela, na Sicília, confessou que estrangulou as crianças com as mãos, mas disse que não forçou as meninas a beberem o alvejante. Giuseppa Savatta, de 41 anos, professora de uma escola pública da cidade, matou Maria Sofia, de 9 anos, e Gaia, de 7. A mulher depois tentou se suicidar ingerindo o líquido e amarrando o chuveiro em volta do seu pescoço para se enforcar, mas foi impedida pelo marido, o engenheiro e professor Vicenzo Trainito, de 48 anos. As garotas, no entanto, já tinham morrido. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos