Itália expulsa 2 homens por ligação com terrorista de Berlim

ROMA, 25 FEV (ANSA) - A Itália anunciou a expulsão de dois tunisianos neste sábado (25) por motivos de "segurança de Estado". Um dos dois, estava na lista de contatos no celular de Anis Amri, o homem que atacou um mercado de Natal em Berlim, no fim do ano passado, matando 12 pessoas.   

"Hoje foram executadas as duas expulsões por motivos de segurança de Estado. Assim, aumentam para 147 os sujeitos que gravitavam no ambiente do extremismo religioso que foram expulsos com acompanhamento na fronteira, entre janeiro de 2015 até hoje, dos quais, 15 foram feitas neste ano", informou em nota o Ministério do Interior.   

Um dos homens tinha 44 anos e já estava preso em Caltanissetta.   

Segundo informações do Ministério, ele tinha ligações com grupos terroristas e era um dos pouquíssimos números de telefone que estavam no celular de Amri.   

O outro homem tinha 34 anos e já estava sendo monitorado por serviços de Inteligência por ter ligação com outro tunisiano expulso da Itália em 14 de maio de 2015. Segundo o Ministério, ele era um "elemento de orientação radical" e fazia parte de uma organização que atuava na região da Úmbria. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos