Papa envia carta a ONU para pedir fim das armas nucleares

CIDADE DO VATICANO, 28 MAR (ANSA) - O papa Francisco disse nesta terça-feira (28) que é possível construir um mundo sem armas nucleares e encorajou os países da Organização das Nações Unidas (ONU) a persistirem nesse objetivo. Em uma carta enviada a uma conferência temática da ONU iniciada ontem (27), o líder da Igreja Católica afirmou que "um tratado de não-proliferação pode representar um passo decisivo em direção a um mundo sem armas nucleares". "É um objetivo de longo prazo extremamente complexo, mas não impossível de ser atingido", comentou o Papa, pedindo "realismo" dos líderes mundiais e da própria ONU em "construir e consolidar mecanismos de confiança e cooperação". A ideia de Francisco é que o dinheiro gasto atualmente com armas nucleares possa ser destinado a políticas de desenvolvimento humano e social. O apelo do Papa foi dirigido a Elayne Whyte Gomez, que presidente a Conferência da ONU que tenta negociar um instrumento legalmente vinculante para proibir armas nucleares. No texto, Jorge Mario Bergoglio também lembrou o que já disseramem setembro de 2015 diante da Assembleia Geral sobre a impossibilidade de se viver com "ética e direito baseados na ameaça da destruição recíproca". A conferência da ONU ocorre em Nova York, nos Estados Unidos, até dia 31 de março. Entre 15 de junho e 7 de julho, haverá outra rodada de negociações. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos