GM paralisa operações na Venezuela após confisco de ativos

NOVA YORK, 20 ABR (ANSA) - A General Motors (GM) anunciou a suspensão de todas as suas operações na Venezuela depois que o governo de Nicolás Maduro confiscou uma unidade da montadora no centro industrial de Valencia. A GM informou também que pretende tomar todas as "ações legais" para defender seu patrimônio. "Ontem a fábrica da GM na Venezuela foi inesperadamente tomada pelas autoridades públicas, impedindo as operações normais. Além disso, outros ativos da companhia, como veículos, foram retirados ilegalmente de suas instalações", disse a empresa em um comunicado. A Venezuela enfrenta uma profunda crise social e política que divide o país e provoca situações de desabastecimento e instabilidade econômica. Ontem (19), milhares de venezuelanos saíram às ruas para protestar contra o governo de Nicolás Maduro. Há 20 dias, as manifestações ocorreram e cada vez ganham mais apoio, mas confrontos com apoiadores de Maduro e com a polícia já deixaram sete mortos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos