Trump diz que não vê hora de se encontrar com Papa

WASHINGTON, 20 ABR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, poderá se encontrar com o papa Francisco durante sua visita à Itália em ocasião da cúpula do G7, que acontecerá em Taormina, na Sicília, nos dias 26 e 27 de maio. É o que mandatário deu a entender durante seu encontro com o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, nesta quinta-feira (20). Após ter descartado uma reunião com o Pontífice no começo desta semana, o chefe de Estado norte-americano afirmou que "não vê a hora" de se encontrar com o líder da Igreja Católica que, segundo ele, é "um sujeito altamente politizado". No entanto, Trump não fez mais nenhum comentário sobre a suposta visita a Francisco, que ainda também não foi confirmada nem pela Casa Branca e nem pelo Vaticano. Na última quarta-feira (19), o governo dos EUA havia dito que entraria em contato com a Santa Sé para tentar organizar uma audiência entre os dois líderes. Segundo o porta-voz do governo, Sean Spicer, a ideia é que o encontro aconteça durante a visita oficial do magnata à Itália pela próxima cúpula do G7. "Será certamente uma honra", ressaltou. Já o monsenhor Angelo Becciu, que atua na Secretaria de Estado do Vaticano, disse à ANSA que "o papa Francisco está sempre disponível em acolher os chefes de Estado que pedem uma audiência".   

Se o encontro não for confirmado, Trump poderá ser o primeiro presidente norte-americano desde Franklin D. Roosevelt a fazer uma viagem ao país europeu sem se reunir com o Pontífice. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos