UE deu 710 mil asilos em 2016, a maioria para sírios

BRUXELAS, 26 ABR (ANSA) - Os 28 países-membros da União Europeia concederam proteção internacional a 710 mil solicitantes de asilo durante o ano de 2016, o dobro em relação a 2015, informou o centro de estatísticas do bloco, o Eurostat, nesta quarta-feira (26).   

Além dos 710.400 asilos concedidos, outros 14 mil imigrantes foram realocados durante o ano passado. A Alemanha foi o mais que mais autorizou asilos, 445.210 mil, o triplo do número concedido em 2015 e representando 60% do total de toda a UE. A Suécia ficou em segundo lugar, com 69.350, o dobro do ano retrasado e a Itália, com 35.450 concessões, ocupa a terceira posição. A França vem em seguida, com 35.170, depois a Áustria, com 31.750 e a Holanda, com 21.825.   

Ao todo, foram analisados 1,1 milhão de pedidos de asilo em tribunais de primeira instância na UE e há 221 mil em apelo. Os principais beneficiários das concessões de asilo na União Europeia são os sírios, em 405 mil (57% do total), os iraquianos (65 mil, 9%) e os afegãos (61 mil, 9%).   

Na Itália, houve mais concessões de benefícios para os nigerianos (4,6 mil, 13%), paquistaneses (4,3 mil, 12%) e afegãos (4 mil, 11%). Dos 35 mil pedidos de proteção internacional atendidos, 4,8 mil receberam o status de refugiado e 12 mil de proteção subsidiada. Outros 18,5 mil receberam autorização de permanência por motivos humanitários. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos