Itália vacinará 7 mil após descobrir fraude de enfermeira

UDINE, 30 ABR (ANSA) - Mais de sete mil crianças e adolescentes de Friuli, na Itália, precisarão tomar novas vacinas após uma investigação revelar que uma assistente sanitária fingia que aplicava a imunização em um centro médico.   

De acordo com uma nota divulgada neste domingo (30) pela força-tarefa criada para avaliar o caso, o número de crianças corresponde a um terço daquelas que foram atendidas pela enfermeira, que não teve o nome divulgado.   

A decisão de vacinar mais de sete mil pessoas, com mais de 20 mil doses, é por uma "preocupação" máxima de não deixar as pessoas desprotegidas.   

"O que está claro já hoje é que algumas vacinas foram aplicadas de maneira falsa. Destacamos que apenas uma parte das doses ministradas pela assistente foi feita incorretamente. Aqueles que foram vacinados estão certamente protegidos", disse o diretor-geral da AAS3, Pier Paolo Benetollo, que atua na força-tarefa.   

A fraude da assistente ocorreu entre 16 de novembro de 2009 e 18 de dezembro de 2015, enquanto ela atuava na Codroipo. Agora, todas as crianças e adolescentes serão submetidos a novas vacinações. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos