Líderes do G7 assinam declaração conjunta contra terrorismo

TAORMINA, 26 MAI (ANSA) - Os sete líderes do G7 assinaram uma declaração conjunta contra o terrorismo, como estava previsto na agenda da cúpula iniciada nesta sexta-feira (26), em Taormina, na Itália. A declaração deverá compor como anexo o documento final da cúpula, o qual tratará de outros assuntos internacionais, como crise imigratória, acordos climáticos e comerciais. "É uma forte mensagem de amizade, proximidade e solidariedade ao Reino Unido", disse o premier italiano, Paolo Gentiloni, anfitrião da cúpula do G7. Já a líder britânica, Theresa May, agradeu o apoio. "Obrigada pelo suporte demonstrado ao Reino Unido diante de terrível ataque em Manchester. Acredito que seja importante demonstrar essa determinação de todos os países para combater o terror e defender nossos cidadãos", afirmou. Na última segunda-feira (22), um homem detonou uma bomba caseira na Manchester Arena durante um show da cantora americana Ariana Grande. Ao menos 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas no atentado terrorista, cometido pelo britânico Salman Abedi e reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI).   

O Reino Unido já prendeu oito suspeitos de ligação com o caso e investiga o terrorista, que morreu na ação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos