Espanha e Alemanha prendem 30 pessoas ligadas à máfia Camorra

MADRI, 6 JUL (ANSA) - Ao menos 30 pessoas foram presas na Espanha, Alemanha e Itália acusadas de ter envolvimento com a máfia napolitana Camorra nesta quarta-feira (5), informaram as autoridades de cada país.   

Dos detidos, 14 foram localizados em Barcelona, outros 14 em cidades italianas e dois na Alemanha. Na capital catalã, por exemplo, as detenções ocorreram em restaurantes famosos ligados à culinária italiana, comumente frequentados por estrelas do futebol e artistas.   

Entre os presos, há italianos, espanhóis e latino-americanos (um venezuelano, um colombiano e um chileno).   

De acordo com as autoridades, o grupo se dedicava à lavagem do dinheiro do narcotráfico usando empresas dos setores de restauração, compra e venda de veículos e de joias luxuosas nos três países.   

Na Espanha, de acordo com uma nota divulgada pela Audiência Nacional de Madri, os 14 acusados responderão às acusações de pertencer a uma organização mafiosa, tráfico de drogas internacional e lavagem de dinheiro.   

A operação foi coordenada pela polícia europeia, Europol, em conjunto com as polícias de cada um dos países envolvidos.   

Além das prisões, foram apreendidos 520 quilos de cocaína e mais de 450kg de haxixe e maconha - bem como cerca de cinco milhões de euros em dinheiro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos