Presidente da Catalunha diz que quer 'paz e dignidade'

BARCELONA, 27 OUT (ANSA) - Em seu primeiro pronunciamento após a declaração de independência da Catalunha, o presidente da região, Carles Puigdemont, afirmou que quer "contribuir com a riqueza" desse momento e levar "paz e dignidade" ao "nosso país".   

Perante uma multidão que entoava gritos de "presidente, presidente", Puigdemont criticou a postura do governo espanhol de maneira indireta.   

"São as instituições e as pessoas que, conjuntamente, construímos um povo e uma sociedade. Um povo não pode ser criado de maneira separada da sociedade. Por isso, os prefeitos de vocês representam essa solidariedade entre instituições e a cidadania", disse sob muitos aplausos de milhares de catalães.   

O presidente ainda pediu que sejam mantidos "o civismo, a dignidade e a paz" nesse processo para que as mãos de todos possam "fortalecer a Catalunha como uma velha nação da Europa que sempre lutou pela paz".   

Ao fim do pronunciamento, todos cantaram o "hino" da Catalunha, "Els Segadors".   

Quem também se manifestou foi a prefeita de Barcelona, Ada Colau, que pediu a "defesa das instituições catalãs".   

"Sempre teremos tempo para voltar ao diálogo. Aconteça o que acontecer, não deixaremos de pedir isso. Mas, agora precisamos defender as instituições catalãs, lutar para preservar a coesão social e a prosperidade de Barcelona e da Catalunha", escreveu em sua conta no Facebook. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos