Itália prende mais de 30 pessoas em operação contra máfia

ROMA, 26 JAN (ANSA) - A Arma dos Carabineiros da Itália deflagrou nesta sexta-feira (26), em Ostia, distrito litorâneo de Roma, uma operação contra o clã Spada, e ordenou a prisão preventiva de 32 pessoas ligadas à máfia. De acordo com as autoridades, a blitz, iniciada nesta manhã, teve como alvo supostos líderes e dezenas de afiliados acusados de associação criminosa. A ação está ligada ao mafioso Roberto Spada.   

Spada e seu irmão Carmine são acusados de ser instigadores do duplo assassinato de Giovanni Galleone e Francesco Antonini em 2011, informaram os investigadores em uma coletiva de imprensa.   

Para a polícia, o assassinato "marcou a erosão progressiva do poder criminal do clã Spada". Além disso, a operação era precisa por ser "uma associação criminosa de estilo mafioso, como a Spada, que causou uma profunda deterioração do território, permitindo a disseminação de crimes sérios e prejudiciais de bens primários".   

Investigações da polícia descobriram que as famílias Fasciani, Triassi e Spada, que tiveram expoentes condenados por ligação com o crime organizado, possuíam tentáculos dentro das instituições locais. Desta forma, As eleições em Ostia tiveram como objetivo restaurar a administração distrital, dissolvida pelo governo da Itália em 2015 por suspeita de infiltração da máfia no poder público. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos