Premier chinês elogia parceria comercial com Reino Unido

PEQUIM, 31 JAN (ANSA) - O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, afirmou nesta quarta-feira (31) que a relação com o Reino Unido não mudará por conta da saída do país da União Europeia, o chamado "Brexit".   

Segundo o premier, essa é um situação que está perante às duas nações, "mas as nossas relações não mudará com a questão entre UE e Grã-Bretanha". "Continuaremos com as discussões para fazer com que nossa relação vá adiante", acrescentou Li Keqiang em uma coletiva de imprensa ao lado da premier britânica, Theresa May.   

O chefe de governo chinês ainda destacou que os dois governos sempre defenderão o "livre-comércio" e "olham favoravelmente a globalização". "E o livre-comércio traz benefícios não só para nossos países, mas ao mundo inteiro. Precisamos manter esse momento de crescimento entre as nossas relações bilaterais", destacou.   

Por sua vez, May falou que as economias de Grã-Bretanha e China "têm pontos de forças complementares". "O intercâmbio comercial entre os nossos países está já em níveis recordes, em 59 bilhões de libras esterlinas, com a exportação britânica em crescimento de 60% desde 2010", disse a premier.   

Segundo May, seu país já é uma das principais metas "dos investimentos chineses diretos" e o "maior exportador de serviços financeiras", com as companhias britânicas "tendo posições de líderes no mercado chinês".   

Por isso, destacou a premier, "estamos determinados a aprofundar as nossas relações comerciais ainda mais e somos ambiciosos sobre como serão nossas relações".(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos